Chama o Doutor

Como cuidar de uma torção no pé durante uma prova?

torção
Foto: Freepik

Vários riscos existem durante uma corrida e o mais temido pelos atletas é o de uma entorse no momento da prova. Ninguém está livre dessa situação desagradável, que pode atrapalhar a continuidade da prova ou até mesmo interrompê-la. E neste artigo vamos falar exatamente sobre isso, algo tão frequente na vida dos atletas de corrida. Portanto, se quer ver as nossas dicas, acompanhe até o final desse artigo.  

Como a torção pode acontecer durante uma prova?

O atleta está lá concentrado para sua prova, se preparou muito e quando menos espera em uma passada malfeita ou ao se descuidar e pisar em um buraco em num terreno irregular, pronto, a maldita torção aparece!

E dai surgem algumas dores e incômodos, provenientes de um passo maior do que o permitido pela articulação do atleta.

Quais são os sintomas?

Obviamente, o principal sinal é a dor intensa no momento da torção, geralmente localizada na região lateral do tornozelo. Depois acontece o inchaço, formando em alguns minutos ou poucas horas um hematoma, que limitará seus movimentos, ou até mesmo te impedirá de pisar no solo.

Como tratar de uma torção.

O ideal é aplicar gelo sobre o local por 20 a 30 minutos, mantendo o tornozelo imóvel, em uma posição elevada em relação ao solo. Evite também apoiar o pé no chão e faça a repetição da aplicação do gelo a cada 3 a 4 horas. Sim, isso significa que você não pode seguir correndo depois de se machucar.

Afinal, mesmo esses primeiros cuidados são apenas uma primeira medida até que se tenha uma avaliação de um profissional. Somente ele saberá indicar o melhor tratamento e realmente irá esclarecer o que aconteceu.

Através de radiografias podem ser vistas possíveis fraturas ou deslocamentos de ossos do pé ou tornozelo. Um exame de ressonância magnética também pode ser solicitado pelo profissional para informações mais completas sobre a entorse.

Podem ser indicados imobilização com gesso, talas ou órteses especiais, ou até mesmo botas imobilizadoras que permitem a realização de fisioterapia. A gravidade da lesão e as formas de tratamento determinam o tempo de recuperação e o retorno ao esporte.

Cuide-se sempre, preste atenção no seu caminho e consulte sempre um profissional da saúde. Não se auto-medique ou siga dicas de amigos caso se machuque. Se mal tratada, a lesão pode se tornar ainda mais complicada!

Curtiu? Então leia aqui também sobre as top 5 lesões mais comuns entre os corredores e como tratá-las!

Conheça a Brasil Run Store e tenha acesso as melhores marcas nacionais e internacionais de suplementos e alimentos funcionais!

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade